No dia 12 do corrente mês, o Coordenador do Centro Paleontológico do Campus Universitário de Mafra, Professor Doutor Luiz Carlos Weinschütz, acompanhado de outros integrantes da equipe do CENPÁLEO, dirigiram-se para a capital do Estado para fazer o transporte de diversas peças paleontológicas da coleção da Professora Doutora Sheila Merlotti do departamento de Biologia da UFSC.

Após 30 anos de incansáveis trabalhos junto a UFSC, tendo estudado e publicado diversos projetos na área da Paleobotânica, a Doutora Sheila está se aposentando, e decidiu fazer a cessão de sua coleção formada ao longo destes anos para reserva técnica do CENPÁLEO/Museu da Terra e da Vida. Tal decisão foi motivada pelo conhecimento da doutora da seriedade e cuidados que o CENPALEO dedica a sua reserva técnica (coleção de peças de interesse científico) e que hoje conta com mais de 9.000 peças.

Para o coordenador do Cenpáleo esta cessão de acervo tem uma importância significativa, pois retrata o reconhecimento e o valor que o Museu adquiriu no cenário da paleontologia nacional. “Hoje, com toda certeza somos um centro paleontológico de referência no Brasil, principalmente em se tratando de uma instituição de ensino pequena em comparação com as grandes instituições federais”, relata o Doutor Luiz.

No total foram transferidas para o acervo do Museu 371 peças entre invertebrados, vertebrados e principalmente fósseis de plantas, sendo que muitas delas compõem material utilizado para descrição de novas espécies e publicação de trabalhos científicos.

Podem-se destacar também outras duas transferências recentes de acervo ao Museu da Terra e da Vida.  A primeira aconteceu no final de Dezembro do ano passado, em que o paleontólogo Leopoldo Witeck do Rio Grande do Sul fez a cessão de 16 peças de ossos de animais da mega fauna (preguiças e tatus gigantes) Riograndense, sendo muitas inéditas para nossa coleção. E a outra transferência foi mês de fevereiro deste ano, aonde uma comissão de técnicos do DNPM vindos de Brasília e Florianópolis, transferiu para a coleção do Cenpáleo em torno de 80 peças de plantas fósseis oriundas de escavações para instalação de torres de transmissão na região de Canoinhas.

No final do mês de maio, o Cenpáleo/Museu da Terra e da Vida estará inaugurando a exposição “GRANDES RÉPTEIS DO BRASIL” em sua nova sala expositiva denominada “Ala VICTOR DEQUECH”, onde parte destas peças estarão em exposição juntamente a novas réplicas adquiridas com o apoio financeiro da Fundação Victor Dequech.